Início » Blog » Blog

Categoria: Blog

Prof-Lab no Senac - Design Thinking

A experiência Prof-Lab no Senac Pernambuco

Apresentar a gestores e educadores a importância de se investir na transformação das práticas pedagógicas é o principal objetivo daqueles que já entenderam que a Educação está em processo de mudança. As formações do Prof-Lab, nosso programa de formações criativas para professores, estão em sintonia com esse objetivo. Mais do que promover uma experiência criativa, queremos mostrar aos profissionais da Educação como eles podem ser criativos também.

Essa necessidade de transformação é algo que passa por todos os níveis e modalidades de ensino. É preciso estar atento para vencer preconceitos e ultrapassar barreiras. E foi a partir dessa perspectiva que a equipe Prof-Lab foi procurada pelos gestores do Senac Pernambuco em novembro passado. Eles estavam empenhados em oferecer um encontro pedagógico diferente para o seus educadores. Desejavam algo criativo e “mão na massa” para envolver seus instrutores da Educação Profissional em uma experiência que fosse capaz de, ao mesmo tempo, estimular a reflexão e fazê-los produzir algo novo.

Prof-Lab no Senac - Design Thinking
Selfie com uma das turmas formadas na cidade de Caruaru/PE. Imagens: Karla Vidal

Essa abertura do Senac Pernambuco permitiu a formação de cerca de 300 educadores de quatro unidades diferentes na capital e no interior do estado. Foi assim que o Prof-Lab pôs o pé na estrada e levou suas formações para as unidades do Senac em Recife, Paulista, Caruaru e Petrolina.  Foram realizadas turmas com as quatro formações do ciclo inicial – Design de Experiências de Aprendizagem, Design Thinking, Jogos e Produção Criativa com Tics – além da formação especial em Pensamento Visual, oferecida em 2017 em parceria com o especialista Sidan O Rafa, que veio de Florianópolis para uma temporada de formações no Recife e em Paulista. Também participaram do Encontro Pedagógico os formadores Paulo André da Silva, (Paulista e Caruaru), Giordano Ribeiro (Recife), Felipe Brito (Recife), Alessandro Lima (Recife) e Alex Sandro Gomes (Recife, Paulista, Caruaru e Petrolina), que abriu o evento em cada cidade com um bate-papo sobre criatividade e inovação.

O desafio de formar vários educadores em diferentes cidades foi uma experiência marcante também para a equipe que promove o Prof-Lab. Aprendemos muito com a realidade dos professores da Educação Profissional e com a rotina de atividades da instituição. Planejamos cada detalhe utilizando as mesmas estratégias que apresentamos em nossas formações. O resultado desse conjunto de experiências pode ser visto no registro fotográfico de cada uma das formações e nos depoimentos que gravamos e disponibilizamos a seguir. Confira!

Playlist dos depoimentos

Imagens das atividades em cada cidade

Prof-Lab no Senac - Edição Recife
Recife

Prof-Lab no Senac - Edição Paulista
Paulista

Prof-Lab no Senac - Edição Caruaru
Caruaru

Prof-Lab no Senac - Edição Petrolina
Petrolina

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

CBN Debate 6 de janeiro de 2017

Educação inovadora em pauta no CBN Debate

A coordenação do Prof-Lab esteve presente nos estúdio da rádio CBN Recife para debater inovações e tecnologias na educação na edição do último dia 6 de janeiro do CBN Debate. O programa apresentado pelo jornalista Denny Farias recebeu o professor Alex Sandro Gomes e Guilherme Carvalho da ABA Global Education que dividiram os microfones com a psicóloga Fátima Casanova da Faculdade Guararapes e a psicopedagoga Manuela Barbosa do Colégio Saber Viver.

CBN Debate 6 de janeiro de 2017

Em uma hora de discussão os convidados debateram sobre o que melhorou e o que piorou na educação frente ao cenário de inclusão das tecnologias na escola. Também foram discutidas as contribuições da criatividade em experiências de aprendizagem e o papel do professor nesse cenário de inovação. Na ocasião os idealizadores do Prof-Lab também apresentaram aos ouvintes os objetivos do programa de formações criativas para professores.

O debate está disponível na íntegra na web e você pode ouvir através dos arquivos de áudio a seguir:

Pensamento Visual em ação. Imagem de Karla Vidal

Todos somos capazes de desenhar


Se você sabe muito sobre um assunto você é capaz de desenhar sobre ele.

Foi com essa frase que o especialista Sidan o Rafa começou a nos explicar o que é o Pensamento Visual. Em tese o Pensamento Visual ou Visual Thinking é o conjunto de estratégias que podemos utilizar para traduzir uma ideia de forma gráfica, através do desenho. Essas formas gráficas não são necessariamente produções artísticas altamente rebuscadas. O mais interessante do Pensamento Visual é justamente focar na simplicidade, sendo acessível a qualquer pessoa.

Para ser acessível o Pensamento Visual costuma lançar mão de elementos simples como textos, linhas, formas geométricas e setas. “Existe um conjunto de elementos gráficos que todos podem utilizar para criar esquemas que ajudam no entendimento de qualquer assunto”, afirma Sidan. Isso possibilita que a facilitação gráfica possa ser conduzida tanto de forma analógica, em papel, como digital, com o auxílio de dispositivos móveis.

Esse contexto nos fez perceber que as estratégias de Visual Thinking  têm muito a contribuir com a educação, já que podem ser utilizadas tanto por professores como pelos estudantes para comunicar uma ideia. Aprendendo a enxergar diferentes perspectivas, tanto o professor em sua exposição, como o aluno em um projeto orientado pelo professor, serão capazes de destacar elementos-chave e produzir uma facilitação gráfica sobre, por exemplo, um assunto em que a turma não se saiu muito bem.

Bons exemplos

Recentemente a professora Tarsila Baylão, talvez até sem perceber, aplicou o Pensamento Visual em seu conteúdo, produzindo uma série de esquemas gráficos para explicar aos estudantes a redação do ENEM. O resultado deu tão certo que ela criou a fanpage Rabiscos da Aula com dicas de português e redação. Outros bons exemplos de aplicação estão espalhados por todos os lados como naquele infográfico que você recebeu sobre como se manter criativo ou no mapa mental que seu colega desenhou durante a última reunião.

Possivelmente aquele “rabisco” que o seu aluno produz durante a aula seja mais útil ao entendimento dele sobre o assunto do que se imagina. Desenhar é um conjunto de habilidades que, assim como a criatividade, vão sendo bloqueadas quando deveriam ser cultivadas. Talvez essa nem seja uma atitude voluntária, isso porque ainda vivemos uma era de supervalorização da escrita, mas é preciso pensar sobre esse movimento de bloqueio criativo para não naturalizá-lo.

Conjunto de habilidades que o desenho estimula

Para desenhar é preciso observar, enxergar detalhes, imaginar, criar e apresentar essa criação. Quando dizemos que não sabemos desenhar ou que o desenho que alguém está produzindo não é o que foi solicitado, estamos automaticamente atribuindo uma intensa carga negativa a todo esse conjunto de habilidades. Com o tempo a criança que desenha em sala de aula passa a acreditar que aquela produção é inútil.

Entender sobre Pensamento Visual é algo imprescindível para quem produz e consome conhecimento. Perceber como registros gráficos são capazes de ajudar a resolver problemas nos ajuda a produzir conhecimento de múltiplas formas, além de colaborar para que não sejamos agentes bloqueadores da criatividade. É por esse motivo que acreditamos que conhecer as estratégias do Pensamento Visual pode contribuir e muito para o planejamento de experiências de aprendizagem mais criativas e eficientes para o professor.

No Recife, professores e profissionais interessados em ter contato com o Pensamento Visual terão a oportunidade de participar do Prof-Lab de férias que vai trazer para a ABA Global Education a formação Pensamento Visual em ambientes de aprendizagem com Sidan o Rafa. O encontro está programado para acontecer no próximo dia 23 de janeiro e as inscrições podem ser feitas através do link: bit.ly/proflab.

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar

Salvar