Início » Blog » Formação

Tag: Formação

Robótica Livre na aprendizagem

Nem Lego, nem Arduino! Educador usa sucata para ensinar conceitos de robótica a professores do Recife

Mostrar que a robótica é capaz de dialogar com múltiplas áreas do conhecimento é o objetivo de uma das novas formações do Prof-Lab, programa de formações criativas, que encerra mais um ciclo de formações na manhã do próximo sábado, 10 de junho, na ABA Global Education em Boa Viagem. O curso Robótica Livre na Aprendizagem acontece das 8h30 às 12h30 e será guiado pelo educador Marcos Egito, que apresenta a Robótica Livre de forma prática, a partir de abordagens como a metareciclagem, a gambiologia e o movimento maker.

Quando pensamos em robótica logo nos vem à cabeça a ideia de mecanismos eletrônicos que se movimentam e piscam luzes. Também não é raro lembrar de androides de última geração como aqueles que costumamos ver nos filmes de ficção científica. No entanto, é importante destacar que, mais do que um conjunto de mecanismos isolados, a robótica é uma forma de pensar que nos ajuda a resolver problemas a partir da criação de artefatos.

Observando por esse ângulo, é possível perceber a robótica como uma metodologia ativa multidisciplinar capaz de evidenciar as competências dos aprendizes. Foi a partir dessa perspectiva que surgiu a Robótica Livre que faz uso de “sucata eletrônica” para estimular a criatividade e facilitar o entendimento e a aplicação dos conceitos da robótica em diferentes práticas pedagógicas.

Robótica Livre na aprendizagem

Militante-ativista do software livre e membro do movimento Robótica Livre, o educador Marcos Egito vem colhendo bons resultados na aplicação da Robótica Livre em projetos como as oficinas do projeto Robô Livre. Nelas crianças e jovens do Recife aprendem que é possível criar e resolver problemas com o que se tem à mão. “A Robótica Livre vem pra mostrar que robótica não é só exatas, robótica também é arte, é criatividade. É criando que desenvolvemos soluções e o que importa são os processos e não o fim”, afirma o educador.

Toda essa experiência será compartilhada por Marcos Egito na última formação da temporada 2017.1 do Prof-Lab, iniciativa de formação de professores promovida pela Pipa Comunicação, pelo Estúdio Abble de Aprendizagem e pela ABA Global Education que já formou centenas de docentes de diferentes cidades e áreas de atuação. Na ocasião os participantes vão entrar em contato com o universo da Robótica Livre a partir de atividades práticas e demonstrações como a utilização de uma impressora 3D e até mesmo o arduino. No entanto, o foco das produções é a utilização de sucata eletrônica para mostrar aos professores que é possível trabalhar com robótica de forma acessível.

Para participar do Prof-Lab não existem pré-requisitos. Serão apresentados conceitos de forma simples e objetiva, com atividades planejadas para que todos possam dar os primeiros passos no tema. As inscrições para a formação Robótica Livre na aprendizagem  podem ser realizadas até o dia 9 de junho através do link: http://bit.ly/proflabrla. Há desconto de 50% para professores das redes estaduais e municipais, além de opções de parcelamento e condições especiais para inscrições em grupo e ex-alunos do programa.

A imagem do topo desta postagem destaca robôs produzidos pelos alunos das oficinas do formador marcos egito no projeto Robô Livre. Crédito: Karla Vidal
Computação Criativa para Educadores

Educadora apresenta computação de forma descomplicada para outros professores

Descomplicar o pensamento computacional é o objetivo da nova formação do Prof-Lab, programa de formações criativas, que realiza mais uma manhã de aprendizagem neste sábado, 3 de junho, na ABA Global Education em Boa Viagem. O curso livre Computação Criativa para Educadores acontece das 8h30 às 12h30 e será guiado pela educadora Tancicleide Gomes (CIn/UFPE), que vai apresentar a computação de forma prática, usando a linguagem de programação Scratch.

A ciência da computação é um campo de estudos que há tempos vem despertando a curiosidade das pessoas. Quem não deseja entender o que são os tão comentados algoritmos ou descobrir como se desenvolve um aplicativo?

É importante perceber que as ciências da computação vão muito além do computador. Elas dialogam diretamente com outras áreas como o design, a comunicação e também a educação. Esses diálogos são facilmente observados quando recorremos ao chamado pensamento computacional que combina pensamento crítico e fundamentos da computação com o objetivo de resolver problemas. A combinação perfeita para promover a aprendizagem através do desenvolvimento de projetos de forma criativa e inovadora.

É a partir dessa forma estruturada de pensar que surgem games, aplicativos, plataformas web, projetos de dispositivos conectados, inteligência artificial, realidade aumentada e robótica. Recursos que cada vez mais ganham espaço na vida de todos e, por que não, nos espaços de aprendizagem.

Professora de Informática para crianças e mestranda em ciência da computação com experiência na concepção e uso de jogos educacionais, Tancicleide Gomes pretende estimular o pensamento computacional dos professores utilizando o Scratch, uma linguagem de programação baseada em gráficos, bem mais amigável para quem nunca escreveu uma linha de código. “O mais interessante é que resolver problemas sob essa perspectiva envolve desenvolver habilidades como confiança em lidar com complexidade, persistência em trabalhar com problemas difíceis, tolerância para a ambiguidade e se comunicar e trabalhar com outros para alcançar um objetivo ou solução em comum”, conclui Tancicleide.

Computação Criativa no Prof-Lab

Para participar do Prof-Lab não existem pré-requisitos, além da vontade de aprender e inovar. Serão apresentados conceitos de forma simples e objetiva, com atividades planejadas para que todos possam dar os primeiros passos no tema proposto. A iniciativa já formou mais de 500 docentes de diferentes cidades e áreas de atuação em quatro edições realizadas.

As inscrições para a formação Computação Criativa para Educadores podem ser realizadas até o dia 2 de junho através do link: http://bit.ly/proflabcce. Há desconto de 50% para professores das redes estaduais e municipais, além de opções de parcelamento e condições especiais para inscrições em grupo e ex-alunos do programa.

Felipe de Brito Lima

Professor aponta caminhos para produção de conteúdos educativos e criativos

Dando sequência ao seu ciclo de formações o Prof-Lab, programa de formações criativas para professores, realiza neste sábado, 27 de maio, o curso livre de Produção Criativa com TICs. Guiada pelo educador Felipe de Brito Lima, a atividade acontece das 8h às 12h30 na ABA Global Education em Boa Viagem, no Recife.

Quantas vezes estudantes e professores se deparam com o bloqueio criativo em frente ao software de edição de textos? A tela em branco é por vezes assustadora não só para quem precisa produzir textos, mas também outros conteúdos digitais como vídeos, gráficos, desenhos ou áudios.

Antes de dominar aplicativos e ferramentas é importante estar atento às estratégias de produção de conteúdos para o ambiente digital. O primeiro passo para avançar na produção desses conteúdos é perceber que a criatividade não é um dom, mas sim uma habilidade que precisa ser estimulada constantemente. Entre as estratégias para estimular a criatividade estão as práticas de Design Thinking que trabalham com geração de ideias para resolução de problemas. Esses movimentos são responsáveis por engajar e estimular a imaginação dos aprendizes. Outro ponto importante é observar a multiplicidade de discursos e linguagens presentes em sala de aula e tentar explorá-los como fontes de inspiração.

Para aprimorar seu papel como educador Felipe de Brito Lima decidiu ingressar no doutorado em Design da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) onde estuda artefatos digitais aplicados ao ensino de ciências. Investiu também nos estudos sobre cultura pop e na produção de diferentes tipos de conteúdo digital. Assim percebeu como eles são capazes de transformar as experiências de aprendizagem dos seus alunos. É essa aprendizagem que Felipe vai compartilhar com os professores durante a formação Produção criativa com TICs.

Produção Criativa com TICs

​Para participar do Prof-Lab não existem pré-requisitos, além da vontade de aprender e inovar. Serão apresentados conceitos de forma simples e objetiva, com atividades planejadas para que todos possam dar os primeiros passos no tema proposto. A iniciativa já formou mais de 500 docentes de diferentes cidades e áreas de atuação em quatro edições realizadas na ABA Global Education.

As inscrições para a formação Produção criativa com TICs podem ser realizadas até o dia 26 de maio através do link: http://bit.ly/proflabpct. Há desconto de 50% para professores das redes estaduais e municipais, além de opções de parcelamento e condições especiais para inscrições em grupo e ex-alunos do programa.